OBRIGADO!

Mensagem muito bonita (sobre minha aposentadoria) enviada pelo amigo Raphael Brasil.

RAPHA, MUITO OBRIGADO!

p.s.: se você acha que não tem talento para escrever algo marcante, creio que você tenha feito pouco juízo de você mesmo, pois eu considerei o texto MUITO EMOCIONANTE!

ABRAÇO,

FISCHER.
__________________________________________________

Caro Fischer,

É óbvio que para os fãs (como eu) voce deveria sim escrever que esta se despedindo.

Mas não precisa escrever muito, pois os grandes não necessitam escrever seus próprios feitos, nós, os admiradores, escrevemos ou difundimos por vocês.

Eu não tenho talento pra isso, mas tenho certeza que alguém irá escrever um belo texto de despedida a respeito desse grande homem.

Não são as medalhas olímpicas, nem recordes, que caracterizam o bom atleta. É o legado e sua importância no momento certo que fazem a pessoa ser alguém. Eu não sou fã do Phelps, só o respeito, fã eu sou de Michael Gross, Popov e Gustavo Borges, (mais tarde, Passei a ser do Cielo).

Fiquei seu fã no momento que vi a sua dedicação não só em fazer o que gosta mas também em querer dar condições para aqueles que eram sobrepujados pela nefasta autoridade do nosso esporte.

Mas a lição numero 1 que aprendi com voce foi em Atenas 2004, semi final olímpica, nosso nado peito antes de você era fraco demais, seu tempo na época bom demais, a pressão para uma final, a câmera focaliza o Eduardo Fischer, todos de cara amarrada e ele…… SORRI!

Lição 2, nado peito crescendo horrores no pais, as pessoas “esquecem” o Fischer e na seletiva olimpica, a noite já, 1ª série eu acho, e o “velhinho”, lesionado, bate a marca e feliz diz: – “Fiz a minha parte”!

Fez com amor aquilo que amava. E foi FELIZ. E mesmo no auge, levantava a voz para que outros tivessem oportunidade. Foi perseguido pelos que “mandam” e não teve certas facilidades que outros tiveram.

Isso pode ter prejudicado um resultado mais expressivo? Pode ser… Mas ninguém ficou marcado na história por fugir da batalha. E é por isso que vibro com a nova geração da natação, mas o blog que leio é o do Fischer. Porque será?

Sucesso na advocacia assim como nas piscinas. E não as largue, nade um master as vezes. Já tive o prazer de disputar provas com idolos como Gustavo, Xuxa, Romero, André Cordeiro e meu amigo pessoal Thiago…. Não nado peito, mas espero umas braçadas qualquer dia em um master com vc, no crawl ou borb!! 🙂

Um grande abraço e parabens pela brilhante carreira.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *