“SUPER CBDA”

As vezes é um tanto quanto chato apenas criticar…

Mas o que posso fazer se a “nossa” CBDA não colabora!

Percebam que coloquei “nossa” entre aspas… Porque de “nossa”, essa confederação não tem NADA!

Ela é do Sr. Coaracy e PONTO. Já viram algum pedido de atleta e/ou técnico ser aceito? Eu fiquei 10 anos na seleção e ainda estou para ver algo do gênero…

Cá pra nós: De que adiante fazer aquele “oba-oba” com a reunião do Conselho Técnico Nacional, se nada (ou quase nada) do que é proposto acaba sendo aprovado, utilizado ou efetivado?!

Bem que fizeram os senhores Luis Raphael, Alberto Pinto da Silva e Arilson Silva, ao marcarem viagens internacionais na mesma data, assim não passaram raiva nessa assembléia que chega ser quase uma ofensa aos árduos treinadores do nosso país.

Senhores membros da CBDA. Mais um ano começa e onde estão:

1. Critérios para recebimento da “Ajuda de Custo” dos Correios?

2. Escalonamento de valores dessa “Ajuda” para cada faixa de resultado?

3. Critérios de convocação para as Copas do Mundo? (sei que é ano olímpico, mas existe uma penca de nadadores que está um pouco distante do índice olímpico e gostaria de priorizar essas competições – ou a CBDA vai me dizer que não tem “orçamento” para isso?!)

4. Calendário para os treinamentos em grupo (altitude) das seleções “A” e “B”? – Ou, DE NOVO, a CBDA não tem grana pra isso…?! (eu escrevi esse texto à alguns dias atrás, parece que o boletim 30, de 15/02 – SOMENTE ONTEM -, traçou alguns critérios para a altitude)

5. Alías, existe algum critério para divisão da seleção “A” e “B”? – Pois deveria existir, assim como planos para ambos os times, focando o time “B” no pessoal mais jovem, procurando dar a eles experiência, aprendizado e condições de evolução e melhores resultados.

Enfim, esses são apenas alguns pontos críticos que consigo elencar rapidamente, mas fora tantas outras reinvidicações de técnicos e atletas que passam “batidas” pela mãos do mandatário eterno da CBDA…

A verdade é (e já disse isso antes), enquanto quem manda na CBDA não sair para haver uma mudança, as coisas continuarão sendo feitas “nas coxas” e na base da “politicagem”…

UM GRANDE ABRAÇO!

FISCHER.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *