FINAIS DO 6o DIA!

Do Blog do Coach (com tempos):

“Cielo venceu os 50 livre de ponta a ponta, fácil, o único abaixo dos 22 segundos: 21:58. Bruno Fratus (22.05) fez a dobradinha e bateu o cubano Hanser Garcia (22.15) que chegou perto. Aliás este cubano…

Se os 100 livre foi tudo perfeito, os 100 borboleta deu tudo errado. Gabriel Mangabeira que havia sido o único na casa dos 52 pela manhã, passou em oitavo e terminou num decepcionante sexto lugar (53.24). Kaio Márcio não estava se sentindo bem e terminou em oitavo (53.62). O ouro ficou para Albert Subirats, numa performance de muito sacrifício (52.37). Para quem está batendo perna há cinco semanas, praticamente sem treinar, foi um resultado e tanto. Saiu do pódium direto para o departamento médico com dores insuportáveis no ombro.

E nas provas femininas o desempenho do Brasil foi mais uma vez preocupante. Nos 200 peito, nem na final A entramos. Nos 200 costas, Fernanda Alvarenga ficou em oitavo com 2:22:77″.

UM ABRAÇO!

FISCHER.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *