EQUÍVOCO…

Olá amigos…

Ontem, um jornalista do site R7 colocou no “ar” uma entrevista que vez comigo a respeito da minha opinião sobre os 23 anos de um único mandatário ne frente da CBDA.

Tenho certeza que a intenção do meu amigo jornalista foi a melhor de todos, e talvez ele não tenha compreendido o que eu quis dizer, mas preciso corrigir esse pequeno equívoco.

Em um certo momento ele me pergunta como pode o presiedente da CBDA ser tantas vezes reeleito se ele não é muito bem quisto pelos técnicos e atletas.

E o que eu quis dizer foi isso:

As FEDERAÇÕES de cada estado tem poder de voto e o colocam lá a cada 4 anos. A decisão está nas mãos deles! Mesmo porque, 1 federação = 1 voto.

Para as FEDERAÇÕES ele é um bom presidente. Pois é através da CBDA que as federações recebem verbas e incentivos importantes. E acho que elas devem mesmo receber. Até aí, não vejo nada errado.

O que eu disse foi que as FEDERAÇÕES da região norte, hipotéticamente, tem uma menor verba do que a federação de São Paulo, por exemplo. Assim como a Saúde, Educação, Segurança Pública, etc. Basta ligar a TV para ver que nossos irmãos lá de cima sofrem muito e são muito injustiçados. Merecem sim uma maior atenção.

E que para essas Federações o Coaracy é muito bom sim. Pois leva uma verba importante para eles. Da mesma forma que ele auxilia TODAS as federações.

E essas federações, mesmo sendo menores que as federações do sudeste, também possuem o mesmo poder de voto. Afinal, como eu disse antes: 1 federação = 1 voto.

De maneira NENHUMA estou colocando a culpa nesse ou naquele presidente de federação. Se eles o colocaram lá, é porque o consideram o melhor, ou porque não existe adversário.

Mas da mesma forma, se alguém pode mudar o panorama atual, esse “alguém” são os presidentes de cada federação. Independentemente de qual região que seja.

E até porque, se eu quero vislumbrar alguma mudança, eu PRECISO da ajudas dos meus amigos presidentes de federações.

Devidamente corrigo, encerro.

Abraço,

FISCHER.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *