RECORDE, MAS NÃO RECORDE….

“A nadadora sueca Therese Alshammar perdeu nesta terça-feira o recorde mundial dos 50 m borboleta por ter usado dois maiôs, poucas horas depois de ter estabelecido a nova marca em Sydney, na Austrália.

“Therese Alshammar foi desclassificada da prova e o recorde mundial não será mantido”, anunciou Ian Hanson, dirigente da federação australiana.

“Os organizadores descobriram que ela usava dois maiôs, o que é contrário ao regulamento australiana de natação adotado ano passado para esta competição”, completou.

A medida foi tomada pela federação por conta da desconfiança de que o uso de um maiô extra ajuda na flutuação dos nadadores.

Alshammar protestou e apelou contra a decisão. A sueca, 31 anos, bateu o próprio recorde mundial ao nadar a prova em 25s44, dois centésimos de segundo mais rápido que a marca anterior”.

Fonte: swimitup.com.br

Nota do Fischer: Acho certo. Regra é regra. Mas o mais certo seria verificar os maios das finalistas antes de elas subirem ao bloco. Esperar as atletas nadarem e depois, através de vídeo, constatar a irregularidade e desclassificar não parece o mais sensato. O bicho já tá pegando, mas ainda acho, como disse outras vezes, muita água vai rolar sobre esse assunto ainda….

Abraço!

FISCHER.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *