O QUANTO QUE OS TRAJES AJUDARAM???

NINGUÉM SABE!!!

Essa é a verdade! E ninguém vai nunca saber…!

E vocês abem porque?!

Pois o esporte não é, nunca foi, e nunca será uma ciência exata!

O esporte (com ou sem trajes) tem um envolvimento do ser humano, do psicológico, da vontade, do dia, do nervosismo, da pressão, e até mesmo (com um pequenina parcela) da sorte…

Vontade, confiança, medo, ausência ou presença de dor, nervosismo, fatores psicológicos, enfim, tudo isso mexe com o cérebro humano… Uma “caixinha” ainda pouco compreendida pelo homem “cientista”, que pode ajudar ou atrapalhar… Que pode dar a vitória ou a derrota!

O “upgrade” que os trajes proporcionaram aos atletas não pode ser mensurado! Pelo menos não com a precisão que nós queremos afirmar… Pois nunca vamos saber o quanto de treino, técnica, psicologia foi “incrementado” nessa ou outra competição…

Os atletas de alto rendimento nunca fazem o mesmo treino, pelo mesmo período, com a mesma carga, de uma competição para outra… E mesmo que fizesse, o atleta nunca estará no mesmo “estado de espírito” nesse ou naquele campeonato…

Portanto, mesmo que o atleta faça tudo igual que fez nesse mundial, para o próximo mundial, onde usou o traje em 2009 e não use o traje em 2011, a melhora ou piora de tempo não poderá ser atribuíba única e exclusivamente ao traje…

O que eu acho engraçado é o seguinte:

Todos dizem que os cento e poucos recordes quebrados foram estabelecidos POR CAUSA dos trajes… Ora, então na provas que NÃO HOUVE quebras de recordes, isso significa que o nadador campeão mundial é RUIM!!?? Ou um fraco nadador?! Por que mesmo com a SUPER AJUDA dos trajes, ele não conseguiu quebrar o recorde de campeonato e/ou mundial…

É isso?!

Então nas provas seguintes:

50 livre masculino
1500 livre masculino
100 costas masculino
50 borboleta masculilno
400 medley mascullino
800 livre feminino
1500 livre feminino
400 medley feminino

Os campeões dessas provas devem ser péssimos nadadores…né?! Porque mesmo com a ajuda dos trajes que “nadam sozinhos” eles não foram capazes que quebrar nem mesmo recorde de campeonato!!! Poxa, então o Cesão tá muito mal… Pois mesmo a ajuda do traje, ele não quebrou o recorde mundial! É isso?! CLARO QUE NAO!!!

POR FAVOR NÉ AMIGOS!

Isso não tem nada a ver! NADA!

O traje ajuda?! Claro! Mas não na proporção que a mídia difunde todos os dias nos noticiários!

Então, vamos parar de nos preocuparmos tanto com os trajes, e mais com nosso treino, musculação, nervosismo, vontade, pressão, etc, etc, etc…

UM ABRAÇO!

FISCHER.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *