MARCELINHO MACHADO: UMA LÁSTIMA ESPORTIVA!!!

Gravem esse nome: Marcelo Machado! Jogador de basquete do Flamengo e da seleção brasileira. Gravaram? Então agora tudo o que vocês NÃO ESPERAM de um atleta é exatamente o que ele é! Pois ele não é exemplo pra ninguém.

Um cara, arrogante, soberbo, reclamão, mal educado, inconseqüente, etc, etc, etc…

NUNCA havia eu presenciado tamanha atitude anti-desportiva partindo de um único atleta… E tenho 11 anos de seleção brasileira e 2 olimpídas…

Vou relatar-lhes o ocorrido:

Joinville sediou esse final de semana, um torneio entre 4 grandes equipes de basquete do Brasil, para servir de treino para o Nacional que começa em 1 mês: Joinville (4º lugar no NBB), Minas (3º lugar no NBB), Flamengo (Campeão Brasileiro e Sul-Americano) e Londrina (que retorna esse ano à elite do basquete).

Depois de ambos os times de Joinville e Flamengos saírem invictos, vencendo cada qual 2 partidas, restava então uma final entre essas mesmas.

O jogo iniciou as 16h de hoje (domingo dia 04) com transmissão ao vivo pelo SporTV!

E começou quente! Ambas equipes apresentando um basquete de alto nível e fazendo uma partida bastante equilibrada.

Quando Joinville estava 5 pontos a frente no placar (metade do 2º quarto de jogo), Manteguinha rouba uma bola e lança para Shilton fazer uma enterrada, mas no meio do caminho, o jogador do Flamengo Marcelo Machado, tenta, propositalmente, fazer uma falta dura no pivô de Joinville.

Flagrado pelo árbitro, Marcelo recebe uma falta intencional. E, para variar, enlouquece. Shilton, que percebeu a maldade de seu adversário, coloca o dedo no rosto de Marcelinho e, enraivecido, pede para que Marcelo não repita tal atitude.

Então começa o empurra-empurra. Rapidamente o técnico de Joinville, Alberto Bial, tira seus atletas da confusão, deixando apenas os atletas do Flamengo reclamando com o árbitro.

Marcelo, em sua arrogância, coloca o dedo indicador “na cara” do árbitro e por repetidas vezes o chama de Filho da P***! (Afirmo isso porque de onde eu estava dava pra ouvir!)

Dessa forma, o árbitro toma uma coerente decisão: Desqualifica Shilton e Marcelo para que a partida não tome o rumo errado!

Shilton fica irritado, mas logo sai de quadra, como manda a regra, onde o jogo só pode iniciar depois que os dois jogadores expulsos retirem-se da quadra.

Então Marcelinho volta a descarregar palavreados chulos para o árbitro, e quase tem um “xilique”…

Então ele senta no banco de reservas e, tal qual uma criança mimada, nega-se a sair de quadra! Meia hora depois, o árbitro de mãos atadas declara o final da partida e dá a vitória ao time de Joinville, pois o “atleta” Marcelinho não se retirou de quadra.

Amigos blogueiros, vocês conseguem imaginar tamanha falta de respeito? Se eu não estivesse lá, não acreditaria! Faltou respeito para com o adversário, o árbitro, a torcida do Flamengo presente, seus companheiros de equipe, os profissionais dos dois times e principalmente com o SPORTV, que lá estava destinando um horário NOBRE de sua grade para a transmissão de um jogo de basquete ao vivo em pleno domingo!

Esse caso deveria ser analisado pelo Tribunal de Justiça Desportiva, e esse suposto “atleta”, deveria receber uma dura penalidade por seus atos medíocres praticados em quadra!

Que lástima!

UM ABRAÇO!

FISCHER.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *