DEVEMOS TEMER???

Oi amigos…

Recentemente escrevi dois post diferentes daqueles que estou acostumado a escrever:

Um falava sobre minha opinião contrária aos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio, e outro sobre uma decisão arbitrária de demissão do Sr. Alberto Murray Neto.

Será que eu deveria ter medo por simplesmente tornar pública minhas opiniões?!

Receberei represálias por ser contra o gasto de 33 bilhões para realização de um evento esportivo enquanto pessoas morrem em filas de hospitais públicos sem atendimento?

Ou será que meu nome passará a ser escrito em caneta vermelha apenas por eu não concordar com a demissão de uma pessoa que é importante para o esporte brasileiro?

Vou perder meus patrocínios por isso? Que, aliás, não são mais muitos.

Criar-me-ão obstáculos para futuras convocações olímpicas?

Será que eu, e outros atletas que compactuam com os meus pensamentos, estamos ameaçados?

Onde fica a liberdade de expressão? A ditadura já passou, não passou?!

Não é porque eu discordo que algumas coisas no COB e na CBDA que eu não queira defender as cores do meu país em competições internacionais. E nem quero ficar de fora de planejamentos estipulados por essas entidades. Do contrário. Quero, e muito!

Mas posso fazer tudo isso e achar que a pessoa que está no comando talvez não seja a melhor, não posso?!

Eu critico as coisas que estão erradas no meu entender, mas bato palmas para as que estão corretas também! O governo Lula estipulou e abrangeu o Bolsa Atleta. Já teve um post que eu enalteci esse programa. Eu sou um beneficiado, e afirmo que foi o Bolsa Atleta que me salvou eu um ano difícil em que eu estive lesionado.

Mas acho que é um direito meu, e de todos os atletas, que recebamos os auxílios que merecemos, sem ter medo de termos pensamentos contrários aos dos “manda-chuvas”. Certo?

Algumas pessoas me disseram ontem: – “Ai, ai, ai, Fischer. Vão colocar um “x” no seu nome!”

Por quê?! Por não dizer “amém” a tudo e a todos?!

Como diria Luís XIV, Rei da França: “L’État c’est moi” (O Estado sou eu). Devemos creditar a condição “soberana” das federações e confederações a somente uma pessoa no poder?!

Não! Devemos nos expressar sem medo de represálias, afinal, vivemos em um Estado democrático. É por direito expressar nossos pensamentos livremente.

Afinal, se todos nós, atletas, pensarmos igual e nos expressarmos publicamente, seremos mais fortes e melhor atendidos, sem ter medo de perder tudo por isso.

Um Abraço!

FISCHER.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *