MERCOSUL…(PARTE II)

Olá amigos…

Pois é…o segundo dia do Mercosul em CTBA teve misto de bons resultados, alegria e….estupidez!

Isso mesmo, estupidez! Da minha parte ainda por cima! Santa ignorância! Digo “santa” por que foi sem querer, em um momento de alegria, mas ignorante porque causou a desclassificação da equipe do PINEHIROS e a perda do recorde Sul-Americano no 4×50 medley!

Ao final da prova, que nadamos na raia 1, e onde quebramos o recorde sul-americano (Arthur “Sherck” – 26.99 + Fischer – 27.44 + Jader 24.84 + Alan Vitória 22.72 = 1.42.09 – ou algo parecido, os parciais são do placar, mas não lembro muito bem), eu entrei na piscina, na raia de marola A, para abraçar o Alan pelo novo recorde… mas esqueci que não pode entrar na água…e isso nos desclassificou! Atitude de MIRIN…hehe…foi minha 1ª competição….

Enfim, fora esse ridículo episódio, onde pelo menos o parcial foi muito bom (27.44), rolou amtes os 50 peito. Ganhei com 28.74! Nem bom nem ruim. E também terminei a competição com o melhor índice técnico: 933 pontos pelo 100 peito de 1.02.71.

Mas é isso ai…coisas desse tipo acontecem….e uma vez só…pra nunca mais cometer tal erro primário!

Um abraço!

FISCHER.

About Eduardo Fischer

Eduardo Fischer é catarinense e natural de Joinville. Ex-Atleta Olímpico de natação da seleção brasileira e medalha de bronze no Mundial de Moscou, Fischer defendeu o país em dois Jogos Olímpicos (Sydney/2000 e Atenas/2004), 6 Campeonatos Mundiais e 1 Pan-Americano (Prata e Bronze). Bacharel em Direito e Advogado pela OAB/SC, Eduardo é especialista em Direito Empresarial pela PUC/PR e em Direito Tributário pela LFG/SP. Atualmente aposentado das piscinas, trabalha com Consultoria Tributária em um respeitado escritório de Advocacia (CMMR Advogados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *